12.7.12

com o coração TÃO em pedacinhos que quase podem se desfazer.


11.6.12






E hoje é dia dos namorados... eu que sempre achei isso uma besteira, continuo achando um pouco.
Mas é uma boa data para aquelas pessoas que não são muito boas com a demonstração de sentimentos.
Acho que os sentimentos devem ser demosntrados sempre que são sentidos. Uma declaração de amor me é muito mais válida quando feita espontaneamente.
E tenho recebidos várias, vindas de uma mesma pessoa.
As vezes me é feita até mesmo indiretamente. Um sorriso especial, um abraço, um agrado... coisas pequenas somam minhas declarações recebidas.
Efeito do dia dos namorados ou não, me sinto a garota mais sortuda deste planeta e dos outros.
Sabe quando você não precisa sair pra procurar, você simplesmente sabe que não é possível existir algo melhor do que você tem.
As brigas acontecem, os ciúmes também, a disconfiança... mas se não tivesse essa pitadinha de emoção, a gente ja teria cansado.
A parte ruim vem para depois vir a boa. Tem tempestade e depois tem sol.
Sinceramente? Esse é daqueles amores arrebatadores... e eu não troco por nada!!!


12.5.12

quando grey's anatomy define.

"desde que o meu pai morreu, eu me sinto como se alguém tivesse aberto o meu estômago e enchido de asfalto.
eu fico rindo a cada vez que eu lembro que eu nunca mais vou poder falar com ele, pq parece o pensamento mais imbecil que eu ja tive.
a ficha ainda não caiu.
mas toda vez que eu olho pra você, eu me sinto melhor.
eu entro em choque, eu fico sem fôlego. é verdade, eu fico feliz com qualquer parte sua. e se eu tiver você por inteiro vai ser melhor ainda."




Em breve fará um ano que conheci alguém que de fato tem uma boa parcela de mudança em minha vida. Dessas mudanças significativas!
Falando parece pouco, mas foram tantas as experiências, que é fácil acreditar que foram, sei lá, 5 anos.
5 anos ou 1, o que eu consigo me lembrar é eu já quase não acreditava em amor, em uma vida a dois, coisa séria ou muito menos filhos.
Eu conheci pessoas que me fizeram crer que sentimento e respeito eram coisas de um passado muito distante e quase não faziam mais diferença.
Me fizeram crer que nada mais valia a pena e que a idéia de ser única pra alguém era uma bobagem quase que infantil.
E eu tive medo de quebrar a cara de novo, de olhá-lo nos olhos e de vê-lo partir com uma legião pra uma guerra que não era sua.
Pois foi sempre assim, as pessoas sempre foram embora. Umas avisavam, outras não... As vezes apenas a alma fugia com corpo presente, totalmente frio.
Só que aquele sorriso de lado me cativava cada vez mais e a forma como meu coração batia em sua presença era inigualável.
E aquelas palavras lindas ecoavam em minha mente me fazendo querer viver mais e mais daquilo. Meus suspiros tinham um só nome.
E agora eu quero que seja tudo diferente. Sinto que posso, que não estou sozinha.
Mas sem pressa, para que tudo aconteça no seu tempo e lugar. Para que esse amor não se perca no tempo, que não seja esquecido.
Que esse amor, esse verdadeiro amor que vivo agora, se estenda por toda uma eternidade.


5.2.12

e eu nunca estive tão feliz como agora.


"Às vezes me dá enjôo de gente. Depois passa e fico de novo toda curiosa e atenta. E é só."


18.8.11

um dia me disseram que eu devia ficar com alguém que eu pudesse amar os defeitos. em um relacionamento, seja qual for, sempre procuramos primeiro as qualidades, é natural!
com o tempo vamos conhecendo os defeitos e nem sempre gostamos. mas quando percebi que podia amar aqueles defeitos, vi que ali estava a minha certeza.
vi que esta pessoa valia a pena e que era possível mostrar a verdadeira Gisele.



11.4.11

saudade que vai, que volta, que doi.
chão que parece não existir.
choro por não ter mais oportunidades com você.
quase nada me lembro do que vivemos, se é que vivemos. mas a gente achava que ainda existia uma chance, aquela lá, bem no finalzinho do túnel.
e enquanto eu caminhava a sua procura, deparei-me com um trêm.


2.4.11

eu desenvolvi toda uma dependência da sua pessoa e essas ruas parecem cada vez mais vazias sem você.


21.11.10

- como pode fazer isso comigo?
- não foi para atingí-la, eu fiz porque gosto.
- se tu faz isso de novo te parto em três de tanta raiva.
- desculpa.
- agora está marcada!
- como gados?
- onde foi que errei?
- te digo que não errou, tenho orgulho de quem és. não tens de mim, mas eu acostumei.
- BASTA!


13.11.10



dreams have been replaced by needs


7.11.10

penso em desistir toda vez que desço essa rua e não te vejo em nenhum bar
penso em desistir quando não te vejo por acaso no terminal.
essa cidade vai ficar vazia até quando?
vou me sentir vazia até quando?
há muita fumaça mas eu sei que você também pensa em mim
há muita distância e eu não sei se você volta
você me causa dores nos rins
eu penso em desistir
eu penso
muita fumança distanciada
penso.


30.10.10

andam dizendo por ai que eu mudei, mas de uma forma ruim.
eu sei que mudei, mas de fato não penso que seja ruim.
uma hora ou outra temos que crescer, alguns demoram. eu não sou a mesma pessoa que era ha 6 anos atrás, pelamor! não tem mais a mesma graça sair sem destino e dormir na rua, o bar do lado do outs não é mais o mesmo, rua augusta está cada dia mais cheia de crianças coloridas e o milo depois de 2009 (deveria ser 2008) não é mais o mesmo.
vocês também mudaram, mas regrediram.
não é que eu seja esnobe, não existe sentido em falar com todo mundo só pra dizer que tem amigos. desculpa, não existe.
não preciso provar pra todo mundo o tipo de música que eu ouço (até pq não fica só no indie), não preciso ter 500 amigos no facebook pra saber que sou conhecida, não preciso que os amigos me liguem todos os dias da semana pra saber que eles estão comigo.
cada dia que passa eu ando precisando menos. eu ando preferindo opostos.


16.10.10

hoje de manhã eu ainda tinha comigo uns fragmentos da nossa conversa.
seria pedir demais lembrar de tudo. tinha a fumaça, a chuva, o alcool, as vozes e tudo.
mas sei que tudo o que disse era certo e tinha sentido.
"Gisele, você tem que ficar com uma pessoa que você goste dos defeitos dela"


13.10.10

é saudade demais pra uma pessoa só.
essa cidade e seus fantasmas sempre me lembrando de pessoas que se foram e não vão voltar. umas não podem, outras não querem. o que as prendia aqui não prende mais.
não consigo me lembrar da última vez que tinha sal e açúcar. sabemos que as respostas estão todas aqui dentro, o difícil é achar. bagunça, falta de interesse, tudo faz parte de.
me perguntam: é por causa de fulano?
é por causa de mim! é por eu ser exatamente quem eu sou e eu não sei.
é por caminhar sempre sentido escuro, tateando o desconhecido, ver se me acho, se acho algo que me substitua, que me faça sentir, que eu. que simplesmente EU.
disse: continuar assim sem sal esta na sua vontade. eu sei que isso faz sentido.


12.10.10

everybody's gotta learn sometimes

e eu espero um dia aprender. ou não tem nada pra aprender e a vida é assim mesmo. se fode aqui pra ganhar ali e segue. segue sempre.
o problema é você ser um só em corpo e em personalidade mil.
um dia planeja filhos, nome de filhos, desenha a planta da nossa casa de frente pro mar e tudo. no outro aparece aqui em casa falando que está com outra pessoa.
não questionei quem e desde quando. quanto menos eu sei, menos eu sofro.
pede que eu pare de ter preguiça de relacionamentos, que me permita mais, que divida coisas com alguém, que goste de telefonemas, que tudo.
eu digo que me permetia com você.
você diz adeus, que essa cidade não te pertence mais e no sul muitas coisas te esperam.
que seja feliz então. eu vou tentar ser aqui.
você sabe que tem algo errado quando as coisas estão muito certas.
fez cara de culpa mas nós dois sabiamos que quando teu carro virasse a esquina já teria esquecido tudo isso.
eu achava que te conhecia muito bem mas ontem parecia um estranho.
eu vou ficar aqui, com a minha poluição, meu barulho, o rio tietê, meus assaltos e acidentes de carro. e também com minhas bebidas e entorpecentes. on my way.
a sorte do biscoito diz: "tudo vai se resolver". como é que sabe? não sabe.
tem alguém que sabe e vai conseguir me converser disso. eu só preciso de umas cervejas com o melhor amigo.


4.10.10

"Se a fisicalidade do estar perto for mesmo relativa, então eu chego até você através de uma abelha qualquer que, existindo por tudo o que não seja polinizar, consegue chegar até nó dois nos telefonando nessa noite fria de um domingo de eleição para falar sobre festas, roubos e medos." (Ismael Caneppele)


1.10.10

Eu penso em um outro final para esta história, sem choro nem vela e ai quem sabe um felizes para sempre.
Aquela coisa que as mães sonham e tudo.
Sem gente para atrapalhar e embaralhar as palavras.
Tem sempre alguém fazendo isso, pode até ser a gente, mas sempre tem.
Ai eu te olho e vejo a minha certeza.
Vejo como somos parecidos nas nossas diferenças, vejo como é certo.
Tua tristeza é minha e a alegria também.
Não há promessas, mas há certeza. Mesmo que só de uma parte.
E eu estou bêbada, mas isso ja se tornou rotina. De sexta é obvio que estarei no bar do vicente e de segunda e terça e quarta e quinta ou coisa que o valha.

Ah o fígado!

Neste meu estado, eu até te contaria tudo.


29.9.10

te conhecer pelas palavras escritas e aos poucos se tornando parte da minha vida, de mim.
querer fazer parte de tudo o que leio e de você.
isso é ridículo.


não poderia ser diferente.


gostar de tudo o que você escreve e tentar adivinhar o que você pensa.


26.9.10

Passava da meia noite e chovia.
Lá estava eu andando pelas ruas daquele bairro triste.
Rola todo um trauma com a estação Marechal Deodoro.
Lembro do dia em que te deixei lá, você andava, doia, mas você falava, pensava, respirava... Você vivia.
Sinto como se tivesse te levado para a sua morte.
Chovia, eu chorava, você não me olhava nos olhos e tudo parecia um sonho ruim.
Naquele dia eu lembrei de quando você ainda morava comigo, de tudo o que havia me ensinado, das nossas risadas, das músicas que você gostava, dos brinquedos que você mesmo fez pra mim e o mundo parecia desmoronar.
Eu queria sei la, dizer que estou tentando ficar ok mas não está rolando muito.
Nada está rolando.
Abri um album de fotos do meu aniversário de 6 anos e surtei.
Ver fotos também não está rolando.
Não vou ousar assistir vídeos.
Dizem para eu não ficar pensando nisso, mas eu tenho um medo tremendo de te esquecer. Já vi muita gente fazer isso, com o tempo elas simplesmente esquecem. Ou ficam apenas com uma vaga lembrança.
Essa dor não me deixa te esquecer e ainda te vejo em tudo.
Aquele 15 de abril foi tão melancólico que eu parecia saber.
E eu tinha um medo de entrar naquele hospital, minhas pernas tremiam só de chegar na calçada e no elevador meu coração quase saia pela boca.
Aguardar horário de visita de UTI é torturante.
Madrugada do dia 15 e a sua mulher só pensava em ir embora, eu só pensava em deitar no seu caixão pra te abraçar.
Não me deixaram deitar.
Queria MUITO ter te dado um último abraço.
Pude sentir a sua presença aquele dia.
Lembro do pânico que senti quando o caixão começou a descer, ninguém me perguntou se eu tinha te deixado ir.
Ninguém ouviu minha voz aquele dia.


ela queria conseguir dizer o que sentia
o mundo inteiro não precisava saber, era muita gente
apenas um deveria saber
ele nunca percebeu, ou fingiu não perceber, que existia ali um sentimento forte
declarar seria melhor?
e se houvesse uma negativa?
a incerteza lhe possibilitava sonhar ao mesmo tempo que feria


15.9.10

totalmente na mágoa de cabocla.


12.9.10

swallows







7.9.10

Já vi esse olhar uma centena de vezes
Penso, recuo, penso de novo, olho pra você
O que te faz ser assim?
Eu gostaria de ver o mundo como você
As vezes parece tão simples, mas não é
É complexo e bonito
É perfeccionista e eu admiro essa sua qualidade/defeito
Faz com que você seja único
Dizem que ninguém é igual a ninguém
Já eu acho que existem alguns são mais diferentes que os outros.
Ele se destaca sutilmente
Não tem como gostar só um pouco ou apenas suportá-lo.
Ame ou odeie.
Primeiro eu odiei, agora não vivo sem.



Para R.M.


13.8.10

A morte, que antes apenas olhava para Nadia, agora mostra sua face duas vezes.
Primeiro o pai, segundo a mãe.
Mãe essa que sempre foi uma incógnita, uma desconhecida, um vulto em sua infância e vida.
Vida incógnita também.
No fim, eram todos um pouco Nadia.
Órfãos de pátria, de pais, de amigos, de futuro.
Geração egoísta e iludida.


6.8.10

Faz um tempo que eu não escrevo sobre isso.
Não eu não esqueci, nem um só dia eu te esqueci.
O dia dos pais é domingo e eu já estou em pânico. É fato que você nunca ligou para datas comemorativas e tudo, mais porra é dia dos PAIS sem o MEU PAI.
Eu ligo por você e por mim.
Está faltando um mecanismo de funcionamento e não consigo nem olhar fotos suas sem surtar.
Tenho surtado por vários motivos mais esse é mais frequente.
O seu telefone eu não tirei ainda da agenda do celular nem do telefone de casa.
Tem celular, telefone residencial e até do trabalho. Mensagem no celular também tem e eu tenho você adicionado no msn.
Parece ridículo mais eu não consigo te deixar ir. Eu não quero que você vá.
Eu preferia ir com você a não te ter.


"Sei que não preciso me inquietar; Até segundo aviso; Você prometeu me amar"

Chico Buarque


1.8.10

"...O melhor amor é aquele que acorda a alma
E nos faz querer mais
E coloca fogo em nossos corações
E traz paz à nossas vidas
E foi isso que você fez comigo
E era isso que eu queria ter feito com você para sempre ..."


25.7.10


sabe quando você tem um orgulho imenso de uma pessoa?